Catequese do Papa Francisco sobre Batismo: revestidos de Cristo

CATEQUESE DO PAPA FRANCISCO
Praça São Pedro – Vaticano
Quarta-Feira, 16 de maio de 2018

Boletim da Santa Sé
Tradução: Jéssica Marçal (Canção Nova)

Queridos irmãos e irmãs, bom dia! 

Hoje concluímos o ciclo de catequeses sobre Batismo. Os efeitos espirituais deste sacramento, invisíveis aos olhos mas operativos no coração de quem se tornou uma nova criatura, são explicitados pela entrega da veste branca e da vela acesa. 

Depois de ser batizado na água de regeneração, capaz de recriar o homem segundo Deus na verdadeira santidade (cfr Ef 4, 24), parece natural, desde os primeiros séculos, revestir os neo-batizados de uma veste nova, cândida, à semelhança do esplendor da vida alcançada em Cristo e no Espírito Santo. A veste branca, enquanto exprime simbolicamente o que aconteceu no sacramento, anuncia a condição dos transfigurados na glória divina.

O que significa revestir-se de Cristo, recorda-o São Paulo explicando quais sãos as virtudes que os batizados devem cultivar: “Escolhidos por Deus, santos e amados, revesti-vos de sentimentos de ternura, de bondade, de humildade, de mansidão, de magnanimidade, suportando-vos uns aos outros e perdoando-vos uns aos outros. Mas sobre todas essas coisas revesti-vos da caridade, que os une de modo perfeito” (Col 3, 12-14). 

Também a entrega ritual da chama tirada do círio pascal lembra o efeito do Batismo: “Recebam a luz de Cristo”, diz o sacerdote. Estas palavras recordam que não somos nós a luz, mas a luz é Jesus Cristo (Jo 1, 9; 12, 46), que, ressuscitado dos mortos, venceu as trevas do mal. Nós somos chamados a receber o seu esplendor! Como a chama do círio pascal dá luz a cada vela, assim a caridade do Senhor Ressuscitado inflama os corações dos batizados, enchendo-os de luz e calor. E por isso, desde os primeiros séculos, o Batismo se chamava também “iluminação” e aquele que era batizado era dito “o iluminado”. 

Esta é de fato a vocação cristã: caminhar sempre como filhos da luz, perseverando na fé” (cfr Rito da iniciação cristã dos adultos, n. 226; Jo 12, 36). Se se trata de crianças,  é tarefa dos pais, junto aos padrinhos e madrinhas, cuidar de alimentar a chama da graça batismal nos seus pequeninos, ajudando-os a perseverar na fé (cfr Rito do Batismo das Crianças, n. 73). “A educação cristã é um direito das crianças; essa tende a guiá-las gradualmente a conhecer o desígnio de Deus em Cristo: assim poderão ratificar pessoalmente a fé na qual foram batizados” (ibid., Introdução, 3). 

A presença viva de Cristo, que deve ser preservada, defendida e dilatada em nós, é lâmpada que ilumina os nossos passos, luz que orienta as nossas escolhas, chama que aquece os corações, no ir ao encontro do Senhor, tornando-nos capazes de ajudar quem faz o caminho conosco, até à comunhão inseparável com Ele. Naquele dia, diz ainda o Apocalipse, “não haverá mais noite, e não teremos mais necessidade de luz de lâmpada nem de luz de sol, porque o Senhor Deus nos iluminará. E reinaremos nos séculos dos séculos” (cfr 22, 5). 

A celebração do Batismo se conclui com a oração do Pai nosso, própria da comunidade dos filhos de Deus. De fato, as crianças renascidas no Batismo receberão a plenitude do dom do Espírito na Confirmação e participarão da Eucaristia, aprendendo o que significa dirigir-se a Deus chamado-O “Pai”. 

Ao término destas catequeses sobre Batismo, repito a cada um de vocês o convite que assim expressei na exortação apostólica Gaudete et exsultate: ‘Deixa que a graça do teu Batismo frutifique num caminho de santidade. Deixa que tudo esteja aberto a Deus e, para isso, opta por Ele, escolhe Deus sem cessar. Não desanimes, porque tens a força do Espírito Santo para tornar possível a santidade e, no fundo, esta é o fruto do Espírito Santo na tua vida (cf. Gal 5, 22-23)

O post Catequese do Papa Francisco sobre Batismo: revestidos de Cristo apareceu primeiro em Notícias.

;
Matéria retirada do Site: Noticias do Vaticano por papa.cancaonova.com

Gostou do nosso site, compartilhe...
RSS
Follow by Email
Facebook
Facebook
SHARE
YouTube
YouTube
INSTAGRAM

Pastoral da Comunicação Santa Terezinha

Missão: “Testemunhar e anunciar o Evangelho de Jesus Cristo”. A Pastoral da Comunicação testemunha e anuncia o Evangelho de Jesus Cristo, promovendo a comunhão e a participação ativa no processo comunicacional e consolidando a missão da Igreja por meio da comunicação. Definição: “É a pastoral do ser e estar em comunhão com a comunidade. É a pastoral da acolhida, da participação, das inter-relações humanas, da organização solidária e do planejamento democrático do uso de recursos e instrumentos de comunicação” (doc. 75 – Igreja e Comunicação -  CNBB) A Pastoral da Comunicação é o organismo que deve aproximar-se dos meios de Comunicação e colocá-los a serviço da divulgação da mensagem de Cristo, proclamando a partir dos telhados (cf MT. 10, 27; Lc 12,3) a mensagem da qual é depositária. E João Paulo II vem confirmar este anseio da Igreja quando diz que “não é suficiente usar os meios de comunicação para difundir a mensagem cristã e o Magistério da Igreja, mas é necessário integrar a mensagem nesta “nova cultura”, criada pelas modernas comunicações... Com novas linguagens, novas técnicas, novas atitudes psicológicas”. (Redemtoris missio). Objetivo Geral: As diretrizes da Pascom têm como objetivo principal consolidar a missão da Igreja por meio da comunicação. Organizar e animar a Pastoral da Comunicação, para que ela seja um instrumento eficaz e ajude permanentemente as paróquias e, por conseguinte a diocese a cumprir sua missão de anunciar a Cristo de modo planejado. O fortalecimento do processo dialógico enaltece qualidades existentes na comunidade como a acolhida, o amor fraternal e a compreensão da complexidade das relações pessoais e a superação dos desafios, tornando comum as diferenças e assumindo em conjunto o projeto evangélico da instalação do Reino de Deus entre nós. O Sistema Pascom de Automatização de Mensagens, foi desenvolvido plenamente para que nossos paroquianos tenha sempre a mão as notícias mais atualizadas possíveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *